quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

7 elefantes, vídeo completo + artigo



Está fazendo 6 anos que eu apresentei meu TCC para o curso de Artes Visuais no Unicentro Belas Artes de São Paulo, sob orientação do professor Luciano Mariussi.

O vídeo nunca tinha sido compartilhado na íntegra na internet - e esse mês fui mostrar para alguém e decidi caçar o arquivo e finalmente disponibilizá-lo para a geral.

Aí está, 7:44 de delírio visual e montagem vertical naif...

Espero que agrade a quem ainda não conhecia e que traga boas recordações a quem já tinha passado os olhos por ele.

PS: os vídeos foram criados para monitor CRT, onde deveriam ficar instalados em loop.

PS2: Participaram da banca examinadora os artistas e professores Augusto Sampaio e Neide Jallageas

PS3: Vou ver se acho o trabalho escrito também, para compartilhar junto. Aqui está o link para o trabalho escrito. [atualizado 09/12/2015] Todos os devidos agradecimentos estão ali registrados. Me perdoem por não marcar aqui todos os envolvidos co-responsáveis pela realização desse trabalho

(originalmente compartilhado no facebook em 26 de novembro às 15:35 )


quinta-feira, 16 de julho de 2015

Álcool, de Luiz Prado, no Ciclo de Iniciação do Larp


Tá vendo esse cartaz lindão, aqui?


Ele é pra divulgar o segundo encontro do Ciclo de iniciação ao larp, no SESC Ipiranga.

Nessa programação trazida pelo bróder Luiz Ricas, as atividades serão mediadas pelo larpwriter mais querido do coração, Luiz Prado, que é também o autor de todos os jogos do Ciclo.

E vocês acham que eu tou indicando só porque todos os envolvidos são meus amigos e chamam Luiz.... Não!

Álcool é uma das experiências mais fascinantes que eu já tive em um larp. Nunca vou esquecer da cena final da segunda vez que joguei com o parceiro querido Danilo Kobold, no labJogos 2014, em Belo Horizonte. Tem uma mecânica potente e versátil, lida com o poder da forma mais madura dentro do que chamo de "trilogia do coração" (Ouça no Volume Máximo, Café Amargo e Álcool) - que é uma trilogia sobre poder e afeto, e é um exemplar pra ninguém botar defeito de um larp com linguagem épica-brechtiana.

Foi publicado pelo primeira vez numa revista científica, a Mais Dados #1 - e até agora não foi realizado em São Paulo.

- O Ciclo de Iniciação ao Larp é uma atividade realizada pelo NpLarp - Núcleo de Pesquisa em Larp, a convite da ONG Confraria Das Ideias.

O encontro é gratuito e acontece nesta sexta das 19 às 22 horas, no Sesc Ipiranga, que fica na Rua Bom Pastor, 822.

Confira abaixo as próximas datas e larps do Ciclo:

17/7 – Álcool
24/7 – Três homens de terno
31/7 – Monstros

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Uma bibliografia sore Larp e Teatro

Dia 20 de maio, o Daniel Prado Cosenza, um dos atuais organizadores do Graal-MG, me procurou para conversarmos sobre larp.

Daniel Prado Consenza
Ele está quase concluindo o curso de comunicação (jornalismo) e decidiu fazer sua monografia sobre larp, segundo ele, porque identificou que a bibliografia em português não é muito extensa. (O queé verdade!)

Daniel planejava fazer uma análise do larp tomando como base as maiores teorias do teatro, mas seu orientador admitiu que não sabe muito sobre o tema e me recomendou falar com gente que tem mais contato com o larp. A ideia dele é partir de um grande nome do teatro (como Stanislavski, por exemplo) e analisar comparativamente 3 larps ao redor do mundo (a princípio também, Underworld LARP, os "larps europeus" e os larps do Graal RJ).

Pensando nesses pontos, eu elaborei uma pequena bibliografia, com meus comentários, que poderia ajudá-lo. Achei que outras pessoas poderiam achá-la útil também e pedi autorização para o Daniel para publicá-la por aqui.

Abaixo, o email que envivei a ele, na íntegra (com um pouquinho de tempero multimídia adicionado): 
Olá, Daniel

vou tentar fazer um apanhado do que acho mais relevante :)

Guia de Larp
esse foi um livreto que escrevi em 2011 (com ampliação em 2013)
representa o resultado inicial da pesquisa do NpLarp. De 2013 para cá, muita coisa aconteceu e o NpLarp conheceu muita coisa que estava na obscuridade.... então ele está um pouquinho desatualizado, mas não muito :)
Ainda é uma boa "porta de entrada", com muitos links e indicações de caminhos;
http://nplarp.blogspot.com.br/p/guia.html 

Larp Brasil - Jogos (larpscripts) em português
Um esforço para reunir alguns larpscripts (manuais para realizar larps) em português no mesmo lugar. Ainda é um beta, mas tem material interessante;
http://larpbrasil.blogspot.com.br/

Além de algumas ausências ocasionais, três autores ficaram de fora deliberadamente, por terem seus próprios blogs:
- Luiz Prado: https://luizprado.wordpress.com/ (meus destaques vão para para os jogos Café Amargo, Ouça no Volume Máximo e Álcool)
- Jonny Garcia: https://jonnyggarcia.wordpress.com/my-games-meus-jogos/
- Tiago Braga: http://partoproduc.blogspot.com.br/p/meus-jogos.html

Novos Sabores no larp Brasileiro
Esse artigo tenta contar um pouco a história do larp no Brasil e atualizar as coisas em relação ao Guia de Larp (ele vai até início de 2014);
Foi originalmente publicado em inglês na coletânea The Cutting Edge of Nordic Larp ( http://nordiclarp.org/w/images/e/e8/2014_The_Cutting_Edge_of_Nordic_Larp.pdf )
Em português: http://issuu.com/akitan/docs/_2014__mais_dados_-_novos_sabores_n

Como o LabJogos Mudou a Minha Vida e o Cenário do Larp Nacional - fala de Luiz Prado
Em apenas 11 minutos, Luiz Prado atualiza o cenário do larp de 2013 para 2014, tendo como ponto de partida o Evento LabJogos (de 2013) e de chegada a edição do ano seguinte (2014).
https://www.youtube.com/watch?v=J0BuoDvcpso
Larp e Teatro - Uma Relação com a teoria de Peter Zond
Essa é uma discussão que estou tentando puxar desde 2010- 2011. Ela se baseia no livro "Teoria do Drama Moderno" para voltar a Aristóteles (e Hegel) e procurar entender as diferenças entre rpg e larp a partir de um ponto de vista comum a teoria do teatro.
http://luizfalcao.blogspot.com.br/2014/06/larp-e-rpg-de-mesa-onde-acaba-um-e.html

Larp e Teatro - Rolando Arte, ensaio de TCC do Renato Alves (Artes Cênicas na Unicamp)
Nesse texto, Renato Alves procura extrair alguns conceitos relacionados ao larp, a partir da leitura de textos canônicos do Larp Nórdico (presentes em alguns livros da conferência internacional Knutpunkt) - e relacioná-los com possíveis práticas no palco, no teatro contemporâneo. Aqui, Alves arrisca estabelecer algum paralelo com as pesquisas de Tadeus Kantor.
https://xa.yimg.com/kq/groups/19354596/1573106066/name/ALVES,+Renato+-+Rolando+Arte+(monografia).pdf 

Larp e Teatro - Quando os dados (não) rolam - Dissertação de Mestrado de André Sarturi
Mestrado do André Sarturi (que hoje está fazendo doutorado em dança) no qual ele desenvolve e analisa profundamente uma série de experiências com larp. O material é valiosíssimo... único pesar é àquela época, Sarturi não tinha tido contato com um referencial teórico específico do larp... Mesmo assim, é um material ótimo. Aqui, ele traça comparativos entre o larp e o Drama Processo.
http://pesquisarpg.blogspot.com.br/2014/02/mestrado-rpg-quando-os-dados-nao-rolam.html

Larp e Teatro - Vigotsky
Não tenho um link propriamente, mas um indicativo de pesquisa. O pesquisador Wagner Luiz Schimit trabalha com larp e educação, mas sua linha de pesquisa é a psicologia. Seu principal referencial teórico é Vigotsky - um pensador russo que dedicou grande parte de seus escritos ao teatro (e aqui talvez haja um vínculo interessante com Stanislavski)
Outro vínculo possível com Stanislavski é Tchekov e, daí, o próprio Zond (cuja teoria eu abordo superficialmente no texto sobre Épico x Dramático) pode ser uma boa ponte para relacionar a linguagem do larp a teoria teatral - especialmente abrangendo dentro do larp experiências como o Jeepform ( http://nplarp.blogspot.com.br/2014/08/jeepform-para-iniciantes-lizzie-stark.html), larps Black Box nórdicos (http://nordiclarp.org/wiki/Black_Box_Larp ) e larps como o brasileiro O Jogo do Bicho ( http://analoggamestudies.org/2014/10/o-jogo-do-bicho-pushing-the-boundaries-of-larp-in-brazil/ ) que abrem mão da ilusão do Drama para lançar mão de recursos do Épico - em comparação possível com o teatro de Brecht e Piscator. ((((isso quem está dizendo sou eu, que estudei teatro e larp... nunca vi bibliografia específica sobre isso. brisa minha)))

Em Áudio - Entrevista / Pate-papo do NpLarp com o Panzercast
Eu e o colega Luiz Prado - parceiro de inúmeros projetos - falamos do larp no Brasil e no Mundo, a cena nos países nórdicos, as características da linguagem e nosso trabalho nos grupos Boi Voador e NpLarp (e mais algumas coisas)!
http://pzcast.blogspot.com.br/2014/12/ep-023-larp.html
Larp Americano como Metáfora Nacional - Não me toque ou eu te processo (em inglês)
Artigo da jornalista americana (especializada em larp) Lizzie Stark, onde ela analisa e compara o Larp Americano e o Nórdico. Fundamental.
http://leavingmundania.com/2013/03/11/dont-touch-or-ill-sue-american-larp-as-national-metaphor/

As Regras Invisíveis do Roleplaying
Artigo do Marcus Montola (um dos principais pesquisadores de larp do mundo) em sua versão em português; Acho ele fundamental :)
http://issuu.com/akitan/docs/_2014__mais_dados_-_as_regras_invis

A Pedra Fundamental do Larp Nórdico (em inglês)
Reunião dos artigos "fundamentais" publicados de 2001-2013 na conferência internacional Knutpunkt,a mais relevante conferência sobre larp do mundo.
Muita coisa bacana aqui. (Confesso que eu mesmo não li muitos deles... fica difícil indicar leituras assim, mas uma olhada pelo livro pode fazer despertar sua própria curiosidade sobre os temas que você tiver maior afinidade)
http://nordiclarp.org/w/images/8/80/2014_The_Foundation_Stone_of_Nordic_Larp.pdf

Dogma 99
É de 1999, mas imortal. Os Clássicos nunca morrem :) - Falamos sobre ele no Panzercast, por exemplo.
http://fate.laiv.org/dogme99/en/
(estamos para lançar uma edição em português com comentários. O Luiz Prado fez uma fala sensacional a respeito esse ano no LabJogos, o vídeo também está para ser publicado foi publicado esse mês em https://www.youtube.com/watch?v=5uYBAAHShxs )
Se lembrar de mais coisa te mando.
Se você quiser dizer o que o interessou mais - e o que não lhe interessou nem um pouco - eu vou curtir saber também :)

vamos conversando!
abração!

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Julio Plaza e Deltagar Kultur - três gradações da interação

Muito bom o artigo da Eliane Bettocchi e do Carlos Klimick para a revista MAIS DADOS - primeira publicação científica brasileira dedicada ao roleplaying.

Não conhecia - ou não me lembrava, é possível que tenha passado por isso na faculdade - a divisão do Julio Plaza entre as várias gradações de interatividade. Me surpreendi!

Eu estou às voltas com um livro sueco chamado Deltagar Kultur, não sei se os autores do artigo o conhecem. É de quatro autores e, por enquanto, só existe em sueco mesmo...

Mas o livro se relaciona fortemente com essa divisão do Plaza.

Deltagar Kultur divide a produção cultural em 3 esferas:

- Do espectador (spectatory - que corresponde ao exemplo do dom casmurro)

- Interativa (interactive - que corresponde ao exemplo dos livros-jogos)

- Participativa (participatory - que corresponde ao RPG, onde todos os participantes são co-autores).

Ao meu ver, a classificação do Deltagar Kultur é algo mais eficiente, uma vez que na de Plaza todos os três níveis de interação são chamados pelo mesmo nome (interação), enquanto a dos suecos facilita a diferenciação.